Alicia Keys

INFORMATION

Genres : Black Music, Soul Music, R&B

Toda a vida de Alicia Keys foi um aprendizado, direcionado para a música. Nascida em Manhattan, aos 5 anos ela já dava mostras de sua aptidão musical, cantando e tocando piano. Estudou música clássica (Beethoven, Mozart e Chopin, seu favorito) e enveredou pelo jazz e Marian McPartland, Oscar Peterson e Fats Waller.

Aos 14 anos ela compôs sua primeira música, “Butterflies”, que entrou em seu primeiro disco, “Songs in A minor”. Stevie Wonder, Marvin Gaye, Nina Simone, Donny Hathaway, todos inspiraram a menina, assim como Biggie, 2Pac, Jay-Z e Wu-Tang Clan. Ela pegou todos esses gêneros e os transformou em um.

Ainda na adolescência, entrou na Professional Performance Arts High School de Nova York, onde a atenção dos professores e os estudos no coro fizeram dela uma potência. A estrada para o sucesso não foi fácil: filha de mãe branca, Terri Augello, e pai negro, Craig Cook, ela cresceu em Hell’s Kitchen (Cozinha do Inferno), em Nova York. “Era um ponto legal, mas a Rua 42 da época não era nada boa. Prostitutas, rufiões, traficantes”, lembra ela. Para enfrentar tudo isso, Alicia voltou-se para o piano.

Nesse ínterim, Alicia terminou a escola e foi aceita na Universidade de Columbia. Logo antes de começar a faculdade, Alicia assinou seu primeiro contrato, com a Columbia Records, e tomou a difícil decisão de deixar os estudos para optar pela carreira musical. Mas ela acabou deixando a Columbia (a gravadora, não a faculdade) por diferenças criativas.

Alicia achou que estavam invadindo sua liberdade artística e pediu o boné. “Queria experimentar mais, encontrar minha própria voz”, diz ela. Aos 19 anos, seu desejo se tornou realidade, quando Clive Davis, que comandava a Arista Records, veio tirá-la da Columbia e dar-lhe a liberdade desejada. Alicia se encontrou e, quando Davis fundou a J Records, foi com ele. Finalmente poderia ser ela mesma.

Antes de lançar seu primeiro disco, ela já tinha aparecido em trilhas sonoras de filmes como “Shaft” e “MIB – Homens de Preto”. Depois de muita badalação “Songs in A minor”, foi lançado em 2001. No dia em que chegou às lojas, 50 mil cópias foram compradas. O charme, a afinação e a competência ao compor fizeram dela um fenômeno de público.

No fim das contas, “Songs in A minor” somou 7 milhões de cópias vendidas e abiscoitou 5 prêmios Grammy. Alicia confessa que tem uma “alma antiga”, mas é exatamente na sua juventude que sua genialidade fica completa. Aos 22 anos, ela lançou seu segundo disco, The diary of Alicia Keys, que deu um banho de vendas e de Grammies na concorrência. Foi apenas o começo.

Fonte: Site Sony BMG

ARTIST PHOTO