Dan Torres

INFORMATION

Genres : Soul Music, Rock, Pop

Daniel James Edward Torres, ou melhor, Dan Torres ? como é conhecido no Brasil, este cantor, compositor e produtor musical influenciado por Beatles, Michael Jackson, Stevie Wonder e James Taylor, entre outros medalhões ?, está de volta.

E, na bagagem, ele traz Bring It Around, seu segundo CD solo, o quinto de sua carreira, marcada, especialmente, pela inclusão de mais de 10 canções em novelas da Rede Globo de Televisão, na qual, em 2004, também participou do concurso musical Fama.

“A carreira solo me deu oportunidade de ver de perto como é feito um CD. Hoje, acompanho tudo, da escolha do repertório à pós-produção, passando pela criação dos arranjos e a mixagem. Pelo fato de ter participado de todas essas fases do processo, sinto que esse novo álbum é a mais perfeita explicação de quem é Dan Torres como artista. Com a música, você não pode esperar agradar a todos o tempo todo. Você só pode criar algo real, de coração, e torcer para que isso toque as pessoas de alguma forma. Foi o que eu fiz com esse disco. Mergulhei de cabeça, coração e alma no projeto e, hoje, tenho certeza de que todo o esforço foi válido”, explica o rapaz.

O novo trabalho, como já era de se esperar, tem alicerce no incontestável timbre de voz de Dan, no entanto, também vence pela força de suas canções, todas escritas em inglês pelo próprio músico, que nasceu em Londres e veio morar no Brasil em 2003, quando completou 24 anos.

Bring It Around, a faixa-título, é o “cartão de visitas”. Canção pop rock, marcada pelo refrão e pela pegada firme, ela é seguida por A Little Bit More, outra nesses moldes de popularidade, porém com acento mais “cool funky”.

Calling ? single que vem sendo executado em rádios como JB FM (99,9) e Transamérica (101,3) ? e When I Go, as canções seguintes, mostram o lado doce de Dan. A primeira, induzida pela pegada do violão, é, indiscutivelmente, uma das mais bem produzidas do CD, com vocais precisos e refrão marcante, enquanto a segunda, uma balada, favorece sua voz pra lá de elástica, indo do médio-grave a potentes agudos sem muito esforço.

O disco, que tem ainda outras canções românticas, como We?ll Make It Happen, também merece destaque por conta de Someone To Love, música permeada por delicadas e desenhadas guitarras, que recortam a melodia muito bem interpretada por Dan, e por Keep The Peace, outra boa pedida pop, daquelas em que, mais uma vez, o refrão extrapola os limites da radiofonia.

Fechando a tampa, e sem deixar a peteca cair, estão The Way, Little Darling, It?s Just The Blues e I Want Love, quatro composições que deixam clara a capacidade de Dan produzir um trabalho autoral. As duas últimas, em especial, são responsáveis por mostrar o lado roqueiro do artista, com a marca do pop britânico tocado por músicos brasileiros. Tornando a distância Inglaterra-Brasil cada vez menor.

“Para mim, Bring It Around é um álbum de Pop/Rock/Soul. Sempre me espelhei muito no Paul McCartney, um artista que consegue fazer tanto baladas super românticas quanto músicas animadas, com a base no rock n’ roll, e é isso que tento fazer na minha carreira. Melodias fortes com pegada e alma! Aprendi, nesses últimos anos, a não buscar a perfeição, e, sim, o sentimento. Espero, sinceramente, ter conseguido fazer isso neste CD!”, encerra ele.

Fonte: Assessoria de Imprensa

ARTIST PHOTO

ALBUMS